Vestidos Importados – Como Funciona?

Looks para ocasiões especiais, como festas e comemorações, merecem um vestido incrível. No entanto, nem sempre é fácil encontrar em solo nacional um modelo com alta qualidade, design criativo e original.

Uma alternativa é recorrer aos vestidos importados, comprando modelos criados por grifes internacionais. O grande diferencial dessa opção é que você garante uma peça única, que ajudará a compor um visual arrasador.

Além disso, trata-se de um investimento. Como a qualidade da peça é maior, ela durará por muito tempo e poderá ser utilizada em outras ocasiões, dependendo da peça escolhida.

Como funciona a importação de vestidos?

vestido importado

É bem simples. Você realiza compra online, em sites internacionais que entregam pedidos no Brasil. Nesse caso, vale a pena lembrar que a forma de pagamento preferencial é o cartão de crédito internacional e não há possibilidade de parcelar a peça.

Existem algumas empresas nacionais que realizam todo o processo de importação do vestido, oferecendo páginas em português e formas de pagamento parceladas e facilitadas. Porém, tome cuidado: só utilize esses serviços se souber que a empresa em questão é idônea. Assim, evita-se ser vítima de golpes.

Tenha em mente que ao comprar vestidos importados a entrega dos produtos pode ser demorada. Portanto, adquira a peça com antecedência. Se possível, escolha um frete com entrega mais rápida, para evitar ficar sem a roupa para a ocasião.

Considere também as medidas, já que a troca da peça é um processo ainda mais lento. Com uma fita métrica, meça seu corpo, siga a tabela de medidas da loja virtual e compre um tamanho adequado.

Taxas de importação

Outro detalhe importante é que todo o processo de importação é passível de impostos pela Receita Federal. Caso a compra seja realizada junto a uma pessoa jurídica, a probabilidade de ser taxada é alta.

A tributação é de até 60% sobre o montante informado na fatura. Por isso, para evitar surpresas desagradáveis é melhor reservar, no momento da compra, 60% do valor da peça, para pagar eventuais taxas de importação.

Em alguns casos, a própria empresa já embute no total da compra o valor do tributo. É uma possibilidade que pode facilitar sua vida, evitando novos gastos.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply