Vestido de Seda – Conheça os Variados Tipos

vestido de seda

O vestido é uma peça coringa no guarda roupa de qualquer mulher. Pode ser utilizado em várias ocasiões – desde para ir ao trabalho até para sair à balada de noite, pode ser ajustada e complementada com acessórios como cintos, cachecóis, pulseiras, colares, sapatos em diferentes estilos e jaquetas.

E um dos tecidos de vestido mais conceituados e elegantes do mercado, é a seda.

Além de ser confortável e leve, pode ser encontrado em várias cores e modelos: curtos, compridos, meia manga, tomara que caia, um ombro só, ciganinha e vários outros estilos.

Material:

O material destacada as curvas do corpo, então, é necessário provar bem antes e se certificar que está tudo correto. Uma dica para quem quer usar um vestido de seda mas não está no peso ideal, é usar uma cinta modeladora por baixo.

Outra dica é, usar um vestido de seda mais soltinho, pois mostra a leveza e maciez do material, do contrário, é preciso usar um forro reforçado, tanto no busto quanto na região da saia, pois esse tecido destaca bastante as curvas do corpo.

Vale lembrar que por este fator, é aconselhável usar roupas íntimas sem costura, pois dão destaque ao que realmente se quer mostrar.

Para verificar a veracidade do material, é preciso saber diferenciar a seda verdadeira dos sintéticos:

– A seda verdadeira é lisa e sem ranhuras, por isso tocar no material e sentir a textura deste podem ajudar muito na diferenciação da imitação para a verdadeira seda.

– O brilho da seda é mais opaco, diferente da seda sintética, que é escandalosa e tem muito brilho.

– A original dura anos, muitas lavagens e não puxam fios com tanta facilidade. Já a seda sintética, tende a não durar mais de 10 lavagens, além de puxar os fios e rasgar.

Modelos:

Os vestidos de seda podem ser encontrados em diversas cores, estampas e comprimentos. Embora não seja uma regra a ser seguida a risca, veja quais são os modelos que mais combinam com cada situação:

Curtos:

São indicados para eventos mais informais e que acontecem de dia. O comprimento do vestido vai indicar a formalidade diante da situação. Eventos de dia não pedem tanto brilho ou estampas, pois a seda por si só, já chama bastante a atenção pela sua textura. Quando o evento não for tão formal e black-tie, o uso de vestidos curtos de seda, é liberado de noite.

Longos:

Geralmente usados em eventos mais formais, como formaturas, festas de casamentos, debutantes e premiações. O formato do vestido varia de acordo com cada corpo, mas o padrão é ser um pouco justo na cintura para não ficar muito grande e destacar a “quebra” da silhueta feminina.

Estampados:

São mais indicadas as estampas mais simples, pois já há o destaque da própria seda em si. Os estampados, são mais indicados para o uso de dia, no modelo curto e corte simples, não é aconselhável que tenham muitos ornamentos, como pedrarias nem costuras muito destacadas.

Com essas dicas de como diferenciar a verdadeira seda e escolher entre vários modelos e tamanhos, agora é só usar e abusar dos vestidos de seda, que são sempre uma escolha elegante e diferenciada para diferentes situações.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply