Pelo encravado – Remédios, Como Cuidar, Como Prevenir

O pelo encravado é caracterizado pelos fios que não conseguem romper a pele e acabam crescendo de forma errada internamente. Apesar de ser considerado um problema simples, ele pode causar inflamação gerando uma área dolorosa, inchada e avermelhada.

De acordo com as dermatologistas, as principais causas do pelo encravado geralmente são: A genética, quando a espessura dos pelos são muitos grossos e enrolados, usuários de roupas muito apertadas, especialmente o jeans e a depilação com cremes ou lâminas que podem causar rupturas nos fios.

Dicas para cuidar do pelo encravado

Existem pessoas que sofrem constantemente com o pelo encravado, inclusive quando inúmeros deles inflamam em uma determinada região do corpo, em especial nas pernas, bumbum e no rosto (barba masculina).

pelo encravado

O aspecto realmente não fica agradável, pois em alguns casos a inflamação gera cistos repletos de pus evoluindo para uma foliculite ou o tão temido furúnculo, uma lesão mais profunda na pele.

A retirada do pelo encravado só deve ser feita, caso ele estiver bastante visível, ou seja, superficial. Deve-se utilizar uma pinça limpa e esterilizada com álcool para tentar remove-lo.

No entanto, se o pelo estiver muito profundo, não é recomendado a tentativa de retira-lo, pois pode machucar a pele e inflamar ainda mais a região podendo causar manchas, cicatrizes e lesões graves como a necrose. Recomenda-se buscar um dermatologista.

Como prevenir o pelo encravado?

Alguns cuidados básicos podem ajudar na prevenção, pois o que o pelo precisa, é a passagem para nascer, desse modo, ele não fere a pele. Algumas medidas que podem ser usadas para isso são:

1- Esfoliar a pele – O ideal é fazer isso pelo menos 2 vezes na semana, desse modo, as células mortas da pele são removidas e não atrapalham o desenvolvimento do pelo.

como tirar pelo encravado

Existem muitos cremes esfoliantes que podem ser comprados em lojas de cosméticos, mas você também pode fazer uma solução caseira que abrange:

  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva
  • 2 colheres de sopa de mel
  • Meia xícara de açúcar ( cristal)

Misture tudo e passe cuidadosamente na pele, fazendo movimentos circulares. Depois enxague e hidrate.

Antes da depilação com cera, é ideal esfoliar a pele uns 3 dias antes para evitar o encravamento.

2-  Não use roupas muito apertadas – Jeans e fibra sintética não permitem que a pele respire, portanto, evite. No verão, dê preferência para tecidos leves.

3- Não depile com creme ou lâminas – Remover os pelos pela raiz é  a melhor maneira de evitar que eles encravem. Portanto, a cera quente ou fria é a mais indicada.

4- Mude os hábitos antes de fazer a barba –  Os homens devem lavar o rosto com água morna e sabonete para abrir os poros. Depois, usar uma espuma de barbear e evitar passar a lâmina ao contrário do crescimento dos pelos.

Enxague o rosto sempre com água fria para fechar os poros.

Remédios que ajudam na remoção do pelo encravado

O problema acomete muitas pessoas, por isso, existem algumas formas de tratamento, sejam caseiros ou clínicos.

Para fazer em casa, geralmente são recomendados o uso de óleos essenciais que amenizam a inflamação do pelo. Um dos géis mais usados são o aloe Vera e o óleo de melaleuca que possui ação anti-inflamatória.

Compressas de água quente ou de chá de camomila também são utilizados em cima de lesões como os furúnculos, pois o calor ajuda a retirar o pus. O ideal é fazer de 3 a 4 vezes por dia até que o problema seja solucionado.

O mercado estético ainda traz uma grande diversidade de tratamentos para pelos encravados, são eles:

  • Uso de pomadas com antibióticos ( receitado por dermatologista);
  • Depilação a laser – Pode reduzir drasticamente esse problema, pois é uma forma de depilação definitiva;
  • Fotodepilação – Tratamento a luz pulsada que age nas células germinativas do pelo e impedem o seu encravamento;
  • Remoção cirúrgica – Em casos mais graves é necessário retirar o pelo encravado por um médico dermatologista através de uma cirurgia;

Normalmente, os pelos encravados desaparecem por conta própria. É importante buscar ajuda de um dermatologista para tratar o problema quando ele for recorrente ou estiverem sendo motivo de constrangimento atrapalhando a vida de alguma maneira.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply