Cisto Pilonidal – Causas e a Importância do Tratamento

cisto polonidalO cisto pilonidal é uma espécie de bolsa que se forma habitualmente no final da coluna vertebral, mais propriamente dito, no cóccix ( poucos centímetros acima do ânus). A formação da lesão é dada à partir do tecido do próprio corpo que ocorre em seu interior, é comum conter líquido, pus e outros fluídos.

Apesar do aparecimento mais usual desse tipo de cisto ser na região no cóccix, ela também pode surgir em outras partes do corpo como: Axilas, couro cabeludo, olhos, nariz e ao redor do umbigo.

A palavra pilonidal significa ” ninho de pelos”, pois é bastante recorrente encontrar pelos dentro do cisto. O aparecimento desse problema é comum em homens e mulheres, no entanto, atinge mais os homens jovens que estão entre 15 e 25 anos, especialmente os que possuem mais pelos no corpo.

Causas do cisto pilonidal

Embora esse problema seja chamado de ” cisto”, alguns especialistas afirmam que se trata de ” pedaço embrionário de pele”, ou seja, uma espécie de excesso de pele na região afetada que por algumas situações, elas podem ser eliminadas pelo corpo, e outras ficam escondidas no interior da pele.

Não existe um consenso que defina as causas do cisto pilonidal, embora alguns acreditem que ele pode ser originado de um crescimento de pelos anormal dentro da pele.

Como 80% dos casos tratados são em homens, alguns fatores de risco foram indicados como desencadeadores do problema. Confira:

  • Excesso de pelos no corpo
  • Obesidade
  • Pelos encravados
  • Traumas na região onde há o aparecimento do cisto
  • Passar longos períodos do dia sentado
  • Uso de roupas muito apertadas
  • Transpiração excessiva na região que resultam em um processo inflamatório

O cisto pilonidal pode ficar escondido por muitos anos, ele geralmente só  aparece quando ocorre um processo de inflamação onde ele se torna um abscesso, nesse caso, é possível sentir alguns sintomas, que são:

  • Calor e inchaço no local;
  • Sensibilidade;
  • Dor, vermelhidão e até dificuldades de ficar sentado;
  • Cansaço e febre;
  • Abscesso com bastante pus malcheiroso que pode ser branco ou amarelado;
  • Presença de pelos nos orifícios;

A importância do tratamento e quais são os mais indicados

O cisto pilonidal possui duas fases: Aguda e Crônica.

Na maioria dos casos, o primeiro sinal da fase aguda é quando o abscesso necessita de uma drenagem ou incisão para esvaziar o conteúdo líquido. Geralmente, ele não retorna, portanto, é dado como curado.

Mesmo assim, o acompanhamento médico é requerido por algum tempo, pois é importante eliminar os pelos da região por alguns meses para que o cisto não reapareça.

No caso da fase crônica é indicado cirurgia para a maioria dos pacientes. O procedimento é relativamente simples, pois abrem-se as feridas onde são retirados os tecidos mortos e os pelos. A cicatrização ocorre através dos curativos, que devem ser feitos diariamente até a completa cicatrização da ferida no pós operatório.

Raramente, o cisto pilonidal tem uma recidiva depois da cirurgia. Caso houver, o especialista poderá adotar outras técnicas mais complexas como a ” rotação de retalho” que consiste em cobrir a pele comprometida pelo abscesso com uma pele vizinha saudável. Esse procedimento demonstra um grande índice de sucesso, no entanto, é preciso cuidar mais no pós operatório.

Embora seja um condição bastante incomum, o cisto pilonidal pode virar câncer, mas, ocorre somente em casos bastante crônicos e recorrentes. O carcinoma espinocelular se desenvolve à partir das células epiteliais, é de crescimento lento, porém de comportamento agressivo, pois pode se espalhar em órgãos distantes de sua origem.

Percebendo os sinais e sintomas descritos acima, a sugestão é buscar orientação médica. Os especialistas que podem diagnosticar e indicar um tratamento para esse problema são: Proctologista, dermatologista, ortopedista e clínico geral.

Para fazer um diagnóstico preciso são realizadas a avaliação médica, estudo do histórico do paciente e a biópsia do cisto, mas para isso, é preciso fazer a remoção do mesmo cirurgicamente.

O melhor tratamento do cisto pilonidal é não ignorar o problema. Quanto antes buscar ajuda, maiores são as chances de evitar o incomodo e suas possíveis complicações futuras.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply