Cisto no Ovário – O que é? Como Ocorre? Qual o Tratamento?

O cisto no ovário é caracterizado pela formação de bolsas com conteúdo líquido na superfície do ovário ou dentro deles. Sua gravidade vai depender do tipo de cisto ovariano que se classificam em:

  • Cistos funcionais: É o mais comum na idade fértil da mulher, tende a desaparecer em alguns meses. Eles podem se subdividir em foliculares ou lúteos, relacionados ao ciclo menstrual.
  • Cisto dermoide: Formados por células que originam a pele, ossos, cabelos, dentes, cartilagens e tecidos da tireóide;
  • Cisto Cistadenomas: Formado por tecidos que reveste os ovários;
  • Cisto endometrioma: Originados por uma endometriose, portanto, esse pode causar a infertilidade;

Na maioria dos casos, os cistos ovarianos são benignos, no entanto, requerem acompanhamento médico, alguns tipos exigem o tratamento, inclusive cirurgia como é o caso do cisto cistadenoma e do dermoide.

O problema atinge a maioria das mulheres, especialmente na idade fértil. Os fatores de risco para desenvolver essa condição é o histórico familiar de cistos e o uso de remédios para estimular a ovulação, comum em quem deseja engravidar.

Principais sintomas do cisto no ovário

cisto no ovário causas e tratamento

Muitas mulheres não sentem nenhum tipo de desconforto ou alteração que identifique o problema. Entretanto, eles podem se manifestar da seguinte maneira:

  • Irregularidades na menstruação;
  • Funcionamento irregular do intestino;
  • Dores nas costas, parte lateral do corpo e dores na parte inferior do abdômen;
  • Dores nas região pélvica antes ou depois da menstruação;
  • Dor súbita e aguda na região na pelve acompanhada de náuseas;
  • Dores na evacuação e até mesmo durante as relações sexuais;
  • Aumento da sensibilidade mamária;
  • Dificuldades de engravidar;

É importante salientar que a maioria dos cistos ovarianos não provocam a infertilidade, salvo o endometrioma que está relacionado aos problemas de endometriose, pois em mulheres com esse problema, o cisto pode se manter e irritar os tecidos do ovário.

Além disso, é preciso mencionar as alterações hormonais que os demais cistos  promovem, pode haver uma certa dificuldade. No entanto, assim que eles desaparecem, o ciclo hormonal volta ao normal.

As mulheres que estão tentando engravidar e possuem o diagnóstico de cisto no ovário, necessitam de acompanhamento médico.

Tratamento para cisto no ovário

tratamento de Cisto no ovário

O ginecologista vai avaliar diversos fatores para indicar o tratamento para cada paciente com base na sua idade, sintomas, tipo e tamanho do cisto. Na maioria das vezes, os cistos funcionais desaparecem por conta própria, mas quando isso não acontece, o especialista poderá indicar:

  • Uso de anticoncepcionais para evitar o desenvolvimento de folículos;
  • Cirurgia de retirada de cistos, especialmente os que estão muito grandes;

Os cistos representam maior risco em mulheres que estão na pós menopausa, inclusive sinais de alterações que podem sugerir um câncer.

É fundamental que as mulheres realizem um check-up ginecológico anual para prevenir complicações de saúde. Infelizmente, não existe uma forma efetiva de prevenir os cistos no ovário, mas com a realização de exames frequentes, é possível identificar o problema precocemente e tratar o quanto antes.

De acordo com profissionais nutricionistas, os sintomas dos cistos no ovários podem ser controlados com alimentação pobre em açúcar, redução de farinha branca, realização de atividade física e controle de peso.

Para mulheres que não tem o objetivo de engravidar, o médico pode indicar o uso de hormônios para controlar o aparecimento de cistos.

Cisto no ovário contribui para o ganho de peso?

sintomas cisto ovário

Os cistos ovarianos podem causar algumas alterações hormonais capazes de causar inchaço no abdômen, mas isso, nem sempre é o que ocorre. Entretanto,  não existe nenhuma comprovação que essa condição possa causar grandes alterações de peso.

O maior problema dessas alterações ocorre em mulheres que sofrem da ” Síndrome do Ovário Policístico”, nesse caso, existem mais chances de inchaço e sensação de ganho de peso. Entretanto, é preciso ressaltar que essa condição, é totalmente diferente dos ” cisto no ovário” citado nesse artigo.

Em suma, o cisto ovariano propriamente dito, não contribui para o ganho de peso.

Mulheres que possuem essa condição, devem manter um estilo de vida saudável e visitas periódicas ao ginecologista para acompanhar o desenvolvimento dos cistos. Lembrando que acima dos 50 anos, é preciso mais atenção ao problema devido o aumento de risco para o desenvolvimento de câncer.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply