Menopausa – Conheça a Fundo o Período Infértil da Mulher e Saiba como Aliviar os Sintomas

A menopausa é caracterizada pelo período após a última menstruação da mulher. Existe uma mudança brusca de hormônios e o corpo da mulher tende a ficar desregulado. Só pode ser considerada menopausa de fato aquela mulher que está há 1 anos sem menstruar.

O período de transição entre a fase fértil e não fértil é chamado de climatério. Nele, aos poucos vão se encerrando os ciclos ovulatórios e menstruais, existe a queda de produção de progesterona e estrogênio, até que a mulher por fim se torne infértil.

Não existe uma idade certa para a menopausa, ela costuma ocorrer entre os 45 anos de idade, até os 55 anos. Pode acontecer até mesmo antes disso, de forma espontânea que chamamos de menopausa precoce, ou a cirúrgica – através da retirada dos ovários  ou útero. Caso ocorra após aos 55, é considerada menopausa tardia.

Como Saber se Estou Entrando na Menopausa?

Não existe uma data específica para o início do climatério. É possível saber que você está entrando neste período caso sinta alguns sintomas comuns desta fase.

As mudanças no corpo é que indicam a chegada da menopausa. Nota-se mudanças na intensidade e duração do fluxo menstrual, eles vão ficando mais espaçados até que se encerrem.

As alterações podem ocorrer tanto no comportamento da mulher, como na aparência. São comuns também sintomas físicos. Conheça-os:

Mudanças no Comportamento

menopausa estresseA mudança de humor é bastante comum, devido a alterações hormonais no corpo da mulher. A menor produção de progesterona e estrogênio afetam a ação da serotonina, que é o neurotransmissor responsável pelo humor. É ela também quem regula o sono, podendo causar insônia.

Muitas mulheres apresentam sinais de ansiedade ou depressão, mudando seu comportamento. Apresentam níveis elevados de estresse, o que pode acabar prejudicando inclusive seus relacionamentos com os outros.

Falta de atenção e perda de memória são outros sinais da menopausa. O estrogênio é o responsável por diversas atividades cerebrais. O desequilíbrio constante desse hormônio causa lapsos de memória e perda da concentração.

A diminuição da libido atinge entre 20% e 40% das mulheres, levando à perda do apetite sexual. O que  pode causar ainda mais stress na relação a dois e prejudicar a vida íntima do casal. A mulher pode inclusive se sentir menos feminina e alienada à sua sexualidade.

Sintomas Físicos

Os hormônios ligados a essa fase desestabilizam a produção natural de lubrificação. De 40% a 60% daquelas que se encontram no período infértil sofrem com a secura vaginal, tornando as relações sexuais desconfortáveis.

O ressecamento das paredes da vagina não causa apenas dor durante o ato sexual, mas também deixa a mulher com irritações e infecções que se manifestam de diferentes maneiras.É necessário recorrer aos lubrificantes artificiais para tornar a relação prazerosa novamente.

Quem sofria com dor nos seios durante o período menstrual, provavelmente vai enfrentar esses mesmos sintomas na fase perimenopáusica. Mulheres com seios maiores também são mais propensas à sensibilidade na mama.

Devido a insônia, a mulher se sente sempre cansada, pode também apresentar dores de cabeça fortes. Aquelas que sofrem com enxaquecas podem ter os sintomas aliviados ou ainda pode haver o agravamento da dor. As crises podem se tornar 60% piores e mais frequentes.

Um dos sintomas comuns são as ondas de calor, também conhecidas por fogacho, incomodando 75% das mulheres na menopausa. Esses calorões da menopausa são causados pela diminuição do estrogênio, que regula a temperatura do corpo.

Isso vai te surpreender...
Particularmente, eu não acreditava muito nisso, porém, ao ler relatos e conversar com pessoas, meu coração se abriu. ❤❤

Clique aqui e Conheça a história de Mulheres que superaram os sintomas da Menopausa de uma forma 100% Natural.

Mudanças na Aparência

menopausa pele ressecada

A oscilação dos hormônios também podem fazer com que haja um maior acúmulo de gordura, causando o ganho de peso. Por isso é preciso evitar uma vida sedentária, praticar exercícios físicos, e ter uma alimentação equilibrada.

Mas não é somente o peso que é afetado. A pele e cabelos também são influenciados diretamente pelos hormônios. A quedo do estrogênio altera a produção de elastina e colágeno, deixando a pele flácida. Essa baixa produção também pode levar a queda de cabelo.

O hormônio também afeta as glândula sebáceas, deixando a pele ressecada e com aspecto espesso. Fica mais fácil o aparecimento de alergias e irritações, pois as camadas cutâneas ficam mais finas, deixando a pele mais sensível.

Essas alterações podem se manifestar de diversas formas: com manchas, saliências, acne, inchaços, rosáceas, pequenas rupturas capilares, surgimento de rugas e dificuldade de cicatrização.

Relação com Outras Doenças

A menopausa está associada à osteoporose e doenças cardíacas, sendo mais frequentes em mulheres nesse período.

A osteoporose ocorre devido à perda de massa óssea. O problema diminui a resistência dos ossos e aumenta o risco osteoporose menopausade fraturas espontânea ou devido à traumas. O principal afetado é o osso trabecular. Os locais de maior risco de fratura são: a coluna vertebral, quadril e região distal do antebraço. O problema afeta 1 em cada 3 mulheres com mais de 50 anos.

Nessa fase, elas acabando também perdendo a proteção que o estrogênio oferece ao coração. O hormônio promove a dilatação nas artérias e a produção de forma positiva. Com isso é notável o aumento do risco de doenças cardiovasculares.

Quem já tem casos na família ou possui algum problema no coração deve evitar a reposição hormonal, a qual vamos apresentar a seguir.

Terapia de Reposição Hormonal

A reposição de estrógeno, e algumas vezes da progesterona, é uma das soluções mais populares e indicadas para combater ou reduzir os sintomas da menopausa. Ele aumenta o bem-estar e pode devolver a qualidade de vida às pacientes.

Os hormônios podem ser aplicados na forma de adesivo, gel, injeção e/ou comprimido. É sempre indicado a menor dose efetiva, pois a reposição pode trazer alguns riscos à saúde.

A terapia de reposição hormonal está ligada à diversas complicações à saúde. Ela aumenta consideravelmente o risco de câncer de mama, câncer de cólon, doenças cardiovasculares e fraturas ósseas. Algumas vezes ele se torna inviável para o tratamento, principalmente de mulheres com pré-disposição para esses problemas.

De cada 100 mulheres que realizarem a reposição, 17 irão ter câncer. Já as 983 outras continuarão com as mesmas chances que antes de desenvolver a doença. Então é fundamental que se faça um acompanhamento médico mesmo após iniciar o tratamento.


Eu tive muita dificuldade em lidar com a Menopausa. Segui diversas dicas da internet e cheguei a pensar em reposição hormonal. Mas ao saber que eu poderia me livrar dos sintomas com um suplemento 100% natural, e começar a usar o Max Amora, passei a ter uma vida muito melhor…

Contraindicações

A terapia é contra-indicada para mulheres que:

  • Já sofreram de infarto do miocárdio;
  • Que possuam comprometimento grave das artérias coronárias;
  • Tenham problemas no fígado;
  • Que já tiveram ou têm câncer no fígado ou endométrio;
  • Com histórico de doenças vasculares;
  • Sofrem de hipertensão não controlada.

Devido à esses fatores, muitas mulheres mesmo podendo fazer a reposição hormonal optam por tratamentos alternativos. Eles incluem: chás, receitas caseiras e remédios naturais que visam solucionar os sintomas, sem prejudicar a saúde e sem efeitos colaterais.

>> Conheça o tratamento natural que acaba com todos os Sintomas da Menopausa <<

Tratamentos Alternativos

menopausa aliviar os sintomas

A indústria farmacêutica ganha milhões de dólares todos os anos em medicamentos e hormônios voltados para o alívio da menopausa. Porém é possível manter a sua qualidade de vida, sem se submeter à procedimentos que trazem riscos para a saúde.

Um grande exemplo de algo aliado ao combate dos sintomas da menopausa é o cloreto de magnésio, que fornece nutrientes necessários para que o corpo consiga passar pela transição da fase fértil para a infértil com os menores danos possíveis.

As principais indicações são acrescentar alguns alimentos nas refeições. É preciso também um estilo de vida saudável com a prática de atividades físicas.

Mulheres ativas, que sempre praticaram exercícios físicos e que seguem uma dieta equilibrada acabam sofrendo menos com os sintomas da menopausa. Ambas as práticas são indicadas desde sempre, mas elas devem ser consideradas ainda mais após os 30 anos de idade.

Alimentação

alimentos para a menopausa brócolisExistem alguns alimentos específicos que devem ser considerados. Uma ótima opção é acrescentar nas sua alimentação receitas com gergelim. A semente é rica em ômega 3, cálcio, antioxidantes e gorduras boas. Essas substância podem combater os problemas cardiovasculares e ósseos.

A linhaça por sua vez contém ácidos graxos, ômega 3, sais minerais e vitamina A. Além disso é rica em lignana, que neutraliza a ação do estrógeno no tecido dos seios, evitando o câncer de mama. Outro aliado na prevenção da doença é a couve-flor.

Também é recomendado o uso de cúrcuma. O rizoma, também conhecido como açafrão-da-terra, é famoso por suas inúmeras propriedades benéficas à saúde. Entre elas está a melhora do coração. Estudos já mostraram que ele é tão eficiente na saúde do miocárdio quanto a prática de exercícios físicos moderados.

É importante que haja o alto consumo de cálcio nas refeições, para fortalecer os ossos. Além dos alimentos como ovos, leite e derivados do leite, a substância é encontrada em fontes vegetais, como: brócolis, espinafre e couve. A sardinha também é uma ótima opção, ela contém 382 mg de cálcio para cada 100 gramas de peixe – muito mais que o leite.

>> Conheça o tratamento natural que acaba com todos os Sintomas da Menopausa <<

Amora

O queridinho da vez são as amoras. Isso porque a planta consegue tratar vários sintomas presentes na menopausa de uma vez só, ao contrário dos citados anteriormente que previnem uma condição em particular.

A fruta é refrescante, antiinflamatória, emoliente e antibacteriana. A amora contém bastante cálcio, sendo muito útil na prevenção de fraturas devido à osteoporose. Suas propriedades antioxidantes combatem a ação do tempo no organismo. Mas seu benefício principal ainda está na capacidade de regular os hormônios.

Assim, é possível perceber rapidamente a melhora do humor, combatendo a depressão, nervosismo e irritabilidade. A amora também age nas dores musculares e dores na articulação. Além disso a fruta atua na melhora da qualidade do sono e diminui a intensidade e frequência dos calorões.

Ela contém muito antioxidantes, fitonutrientes, fibras, Ferro,Magnésio, Potássio, Zinco – os responsáveis por todos seus benefícios. Os flavonóides, presentes na sua composição, atuam na concentração e memória, diminuem as dores de cabeça e combatem a diabetes.

amora alivia os sintomas da menopausa

Conheça o Max Amora

É possível comer os frutos puros, em receitas ou ainda fazer infusão com as folhas das árvores para usufruir dos benefícios da amora. Porém a amora tem um preço bastante elevado nos mercados e é difícil de encontrar para comprar.

Até mesmo as pessoas que possuem pés de amora em casa só conseguem se beneficiar dos seus frutos duas vezes por ano. Sendo o acesso à ela bastante limitado. Os chás feitos com folhas secas não são tão eficazes. No processo de dissecação as folhas podem perder suas propriedades.

Uma boa opção para isso é o Max Amora. Ele é um suplemento 100% natural. Ideal para mulheres que não querem ou não podem fazer a reposição hormonal.

Seu método de produção garante que todas as propriedades da amora continuem intacta nas cápsulas. Ele é também muito mais prático. Basta tomar 1 cápsula 2 vezes ao dia 30 minutos antes das principais refeições para aproveitar dos seus benefícios.

A atuação no emagrecimento e aumento da disposição foram comprovados cientificamente em estudos envolvendo mais de 200 mulheres.

O Max Amora é rico em vitaminas A, K, B, C e E, e contém Ferro. Sua alta taxa antioxidante combate os efeitos do tempo no organismo. O suplemento pode:

  • comprar max amora menopausaAliviar os calorões;
  • Combater a secura vaginal;
  • Melhorar as mudanças de humor, estresse e nervosismo;
  • Acabar com a insônia;
  • Melhorar o aspecto da pele;
  • Melhorar o funcionamento do intestino;
  • Acabar com a memória fraca e falta de atenção;
  • Promover o aumento da libido;
  • Aliviar dores na articulação, músculos e dores de cabeça.

O melhor é que tudo isso é feito de forma natural e saudável, sem sofrer com os malefícios de outros tipos de tratamento. O preço do suplemento também acaba sendo mais acessível do que a compra de frutos frescos para suprir a necessidade diária necessária. Você pode conhecer mais detalhes sobre o Max Amora clicando aqui ou visitando o site oficial do produto


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply